Os melhores mercados de Paris, Parte II - Arroz de Festa Buffet
Dica - 26/10/2012

Os melhores mercados de Paris, Parte II

Novas dicas inspiradoras da Lucia Sequerra para quem gosta de comer, viajar e aproveitar a vida. Nesse post ela apresenta mais uns segredos gourmets de Paris. Aproveitem e se deliciem.

Alexandre Cymes

Mercados de Paris

Quando comecei a escrever a coluna passada, à medida que meus dedos digitavam, meu cérebro me conduzia para lojinhas diminutas onde cheiros e sabores desconhecidos me encantaram, como amores que fui deixando por aí…

Lojas de especiarias no Marais, os chás incríveis de preços proibitivos da Mariage Frères e seus atendentes de chapéu Panamá, latinhas de foie gras na simpática e charmosa loja da Île Saint Louis e algumas onde meu fantástico senso de direção não me permite sequer dizer que era perto de algum lugar.

Não podia falar de paraísos gourmets parisienses sem citar a Madeleine e suas dezenas de templos foodies. Impossível também sair da Fauchon e da Maille sem sequer uma sacolinha – nesta última você pode degustar quase todos os produtos, quer uma mostarda mais ácida? Mais doce? Exótica? Picante? Tradicional? Com frutas? Com flores? Que felicidade uma boa baguette com frios fresquíssimos e uma mostarda com cassis ou um queijo de cabra bem mole com mostarda de…figos!

Na Fauchon permita-se ficar perdido: são chás, chocolates, patês, biscoitos, marron glacés, especiarias, massas secas, misturas de temperos para os mais diversos fins, eclairs com mais de dez recheios diferentes, sugestões para piqueniques, fava tonka da Amazônia, poivre rose do nosso quintal.  Não compre demais, você ainda não chegou na metade ….

Ao lado da Fauchon, a Hediard ,que aqui em São Paulo teve estadia curta num tempo que as importações eram complicadíssimas, é sinônimo de sofisticação. Aqui recomendo as geleias, as conservas, os chutneys e chás. A Hediard produz com exclusividade para Alain Ducasse o chá Mélange Plaza servido no Plaza Athénée.

Guarde um espacinho nas sacolas para qualquer produto da Maison de la Truffe e, claro, para uma latinha de caviar. E depois de tantas compras, você certamente merece um descanso: pegue a Faubourg Saint-Honoré e peça um prato leve e uma taça de champanhe no bar do Bristol, enquanto observa o jardim considerado um dos mais belos da cidade.

Provavelmente estou sendo injusta com uma série de lugares que não mencionei, mercadinhos, feiras, lojas gourmets. Mas vou finalizar com o fornecedor de todos eles e com isso acho que posso ser perdoada.

Um dos mais importantes mercados do mundo, não só fonte de matéria-prima, mas certamente fonte de inspiração para chefs e amantes da boa comida do mundo todo, fonte de inspiração também para o cinema como o filme “Paris” com Juliette Binoche, boa parte passado dentro de Rungis, um Ceasa elevado a milésima potência em todos os sentidos.

Ali há de tudo muito: flores, cabeças de porco fresquíssimas para terrines, frangos com nome e sobrenome (DOC), legumes de cores e formatos inimagináveis para a maioria dos mortais, cortes gigantescos de carnes de boi, de cordeiro, de pombo, de caça.

Rungis é uma festa: o acesso não é fácil e o lugar gigantesco, então fique amigo de um chef, procure uma escola  de gastronomia que promova excursões, mas não deixe de ir. Na volta, me mande uma foto.

Hoje termino a coluna não com uma receita mas com um pequeno vídeo que retrata um pouco da importância dos mercados para a cultura parisiense. Nele, ninguém mais, ninguém menos do que Catherine Deneuve fazendo compras na feira da Rive Gauche, conversando alegre e naturalmente com o feirante.

Em uma das barracas, entre um alho e uma cebola, o feirante diz que se lembra dela sendo filmada ali na esquina perto da feira e ela diz “ é mesmo, eu me lembro”. Numa outra, experimenta um pedacinho de foie gras e o vendedor entrega a latinha numa sacola plástica que madam Deneuve delicadamente devolve e guarda a latinha na sua bolsa.

Se ela vai sempre a feira? Ela responde que em Paris nem sempre tem a possibilidade, mas que no campo procura frequentemente visitar mercados  o que para ela é tão natural quanto ia a um café, a um museu. D’Acord Mme Catherine Deneuve!

Serviço:

Fauchon – 24-26 Place de La Madeleine, Paris 8ème

Tel.: (0033-1) 7039-3800

Hediard – 21, place de la Madeleine
75008 Paris

Tel.: (3301) 4312-8888

Maille – 6, place de la Madeleine – 75 008 Paris
Tel. : (3301) 4015-0600

Mariage Frères – 30 rue du Bourg-Tibourg, Paris 4e
Tel. : +(3301) 4272-2811

Rungis – Tel : (3301) 4180-8075

http://basilico.uol.com.br/4640-artigos-LUCIA-SEQUERRA

 

Ceia de Natal
Menu